한국어 English 日本語 中文简体 Deutsch Español हिन्दी Tiếng Việt Русский LoginCadastre-se

Login

Bem-vindo(a)!

Obrigado por visitar a página web da Igreja de Deus Sociedade Missionária Mundial.

Você pode fazer login para acessar a área exclusiva para os membros da página web.
Login
Usuário
Senha

Esqueceu-se da Senha? / Cadastre-se

Na Coreia

As Santas Convocações da Páscoa, da Festa dos Pães Asmos, e do Dia da Ressurreição 2015

  • Nação | Coreia
  • Data | Abril 03, 2015
As sete festas de três tempos do ano de 2015 começaram com a Santa Convocação da Páscoa no dia 3 de abril (o dia quatorze do primeiro mês do calendário sagrado). As sete festas que foram estabelecidas segundo as obras de Moisés, são os mandamentos de Deus que seu povo deve observar. Estas são a Páscoa, a Festas dos Pães Asmos, a Festa das Primícias (o Dia da Ressurreição), a Festa das Semanas (o Dia de Pentecostes), a Festa das Trombetas, o Dia da Expiação e a Festa dos Tabernáculos. Cada festa contém a vontade de Deus e as suas bênçãos.

Na noite do dia 3 de abril, mais de 2.500 Igrejas de Deus em 175 países de todo o mundo participaram juntas da cerimônia da Páscoa, agradecendo a Deus por estabelecer as festas solenes para a salvação.

ⓒ 2015 WATV
A Santa Convocação da Páscoa: a promessa da vida eterna através da carne e do sangue de Cristo, que é a realidade da “árvore da vida”

Por volta das 6 da noite, antes da Cerimônia da Santa Ceia, começou o culto da Cerimônia de Lava-Pés. Jesus Cristo mesmo ensinou aos seus discípulos a Cerimônia de Lava-Pés. Dizendo na Páscoa: “Se eu não te lavar, não tens parte comigo”, Jesus lavou os pés de seus discípulos e lhes pediu que seguissem o seu exemplo (Jo. 13:1-15).

O Pastor Geral Kim Joo-cheol esclareceu aos membros o significado da Cerimônia de Lava-Pés, explicando a história da época do Antigo Testamento quando os sacerdotes lavavam os pés e as mãos numa bacia antes de entrar na tenda da congregação, para que não morressem (Êx. 30:17-21), e a obra de Jesus, que se humilhou e lavou os pés de cada um de seus discípulos. Seguindo o exemplo de Cristo, os membros realizaram a Cerimônia de Lava-Pés.

Depois disto, começou o culto da Santa Ceia. A Mãe agradeceu ao Pai por suportar a dor da crucificação e estabelecer a Nova Aliança para salvar as almas, que estavam destinadas a morrer eternamente devido aos seus pecados cometidos no céu. A Mãe também orou para que todos os filhos compreendam o valor da salvação concedida através da carne e do sangue de Deus e celebrem a Páscoa sagradamente.

ⓒ 2015 WATV
O pastor Kim Joo-cheol enfatizou a importância da Páscoa através da história do jardim do Éden escrita no livro de Gênesis. Adão e Eva, que estiveram em perigo de morte depois de pecar comendo da árvore do conhecimento do bem e do mal que Deus proibiu, quiseram comer da árvore da vida e viver para sempre, mas não podiam se aproximar dela, porque Deus pôs querubins e uma espada flamejante para guardar o caminho da árvore da vida (Gn. 2:9-17, 3:22-24). “A realidade da árvore da vida que Adão e Eva perderam é a carne e o sangue de Jesus. Guardando a Páscoa prometida pela carne e o sangue de Jesus, podemos receber o perdão dos pecados e a vida eterna”, disse o pastor Kim.

Ele também explicou como a Páscoa da Nova Aliança que Jesus estabeleceu, foi abolida pelo imperador Constantino em 325 d.C. “Já que Jesus veio pela segunda vez e restaurou a Páscoa para a humanidade que havia perdido de novo o caminho da vida eterna, podemos participar hoje desta festa”, assegurou ele. E pediu aos membros que preguem a verdade da Nova Aliança diligentemente aos que estão oprimidos pelo pecado de comer daárvore do conhecimento do bem e do mal sem conhecer a realidade da árvore da vida, de modo que possamos guiá-los à verdade da vida eterna rapidamente (Mt. 13:34-35, Jo. 6:53-57, Mt. 26:17-28, Hb. 9:27-28, Is. 25:6-9).

Os membros que participaram do culto da Santa Ceia gravaram o amor de Jesus Cristo em seus corações, agradecendo sinceramente a Deus e disseram: “Deus nos deu seu santo corpo e seu santo sangue para salvar a nós pecadores. Assim como Deus nos amou, gostaríamos de amar os nossos irmãos e irmãs como o nosso próprio corpo e cumprir o dever filial a Deus”.
















A Santa Convocação da Festa dos Pães Asmos: a aflição na cruz que Cristo suportou para a remissão dos pecados de toda a humanidade

ⓒ 2015 WATV
No dia 4 de abril (o dia quinze do primeiro mês segundo o calendário sagrado), o dia seguinte da Páscoa, os membros da Igreja de Deus em todo o mundo celebraram a Santa Convocação da Festa dos Pães Asmos, comemorando o sacrifício de Cristo, que suportou a crucificação para o perdão dos pecados de toda a humanidade. A Festa dos Pães Asmos é o dia em que Jesus foi crucificado segundo a profecia da Bíblia. Os membros da Igreja participaram da aflição de Jesus jejuando desde a meia-noite do dia da Páscoa até às 3 da tarde do dia da Festa dos Pães Asmos, seguindo as palavras: “Dias virão, contudo, em que lhes será tirado o noivo; e, nesse tempo, jejuarão” (Mc. 2:20).

Na Santa Convocação da Festa dos Pães Asmos, que foi celebrada junto com o culto do Dia de Repouso, a Mãe ofereceu uma oração de gratidão a Deus Pai pelo sacrifício na cruz para salvar seus filhos. Ela pediu a todos os membros que compreendessem os graves pecados da humanidade que causaram que Deus suportasse a aflição da morte, e que se arrependessem completamente para não pecar novamente.

O pastor Kim Joo-cheol despertou os membros sobre a origem e o significado da Festa dos Pães Asmos, e disse com ênfase: “Dois mil anos atrás no mesmo dia de hoje, Jesus foi crucificado. Nunca nos envolvamos com o pecado, compreendendo por quem e por que ele foi sacrificado”. Mencionando a zombaria, desprezo e vergonha que Jesus atravessou até a sua morte, o pastor Kim disse: “Assim como Jesus suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia para nossa salvação, superemos todas as dificuldades com paciência, lembrando a graça da redenção de Deus” (Lv. 23:5, Mc. 2:18, Mt. 9:13-15, Hb. 12:2, Is. 53:1-12).

Os apóstolos e os santos da igreja primitiva acreditaram nas palavras de Jesus: “Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus” (Mt. 5:10), e seguiram seus passos, resistindo valentemente a todas as aflições. Os membros também disseram com mais entusiasmo: “Percorreremos com muito ânimo o caminho do evangelho tal como fizeram os antepassados da fé, e buscaremos todas as almas que Deus ama mais que a sua vida”.

A Santa Convocação do Dia da Ressurreição: a esperança viva da ressurreição e transformação que o próprio Cristo mostrou como exemplo

ⓒ 2015 WATV
O dia seguinte do Dia de Repouso que vem depois da Festa dos Pães Asmos é o Dia da Ressurreição. Jesus, que morreu na cruz e foi posto no túmulo de José de Arimateia, ressuscitou nesse dia, vencendo o poder da morte, e concedeu a esperança viva da ressurreição a toda a humanidade. No dia 5 de abril, logo após a Páscoa e a Festa dos Pães Asmos, os membros em todo o mundo receberam o Dia da Ressurreição e participaram da Santa Convocação do Dia da Ressurreição com alegria e emoção.

A Mãe agradeceu a Deus por semear a esperança da ressurreição no coração de seus filhos que haviam estado acorrentados à morte, e por abrir o caminho de volta ao glorioso reino celestial. E orou para que todos os seres humanos compreendam plenamente as palavras da salvação e a providência do mundo angélico para que possam participar da ressurreição e da transformação sem que se perca nem uma só alma.

O Pastor Geral Kim Joo-cheol pregou sobre a ressurreição e a transformação se baseando nos escritos da Bíblia. De acordo com a Bíblia, quando Deus vier, os mortos ressuscitarão e os vivos serão transformados no corpo da glória, e todos entrarão no reino dos céus (1Ts. 4:17, Fp. 3:21). O pastor Kim pediu aos membros que trabalhassem diligentemente para o evangelho, dizendo: “Creiamos firmemente na existência do reino celestial que é um mundo de dimensão diferente deste mundo e, como está escrito: ‘Tudo o que o homem semear, isso também ceifará’, nos esforcemos em acumular recompensas celestiais incorruptíveis”.

O pastor Kim apontou os ensinamentos não bíblicos sobre nome, origem, data e costumes do Dia da Ressurreição, que é celebrado amplamente em todo o mundo como “Easter” em inglês, e disse: “Anunciemos os ensinamentos corretos da Bíblia, aos que se entregam à crença errada sem discernir a verdade da falsidade, e recebamos juntos a bênção da ressurreição e da transformação”.

Depois do culto da tarde, a Mãe enco-rajou seus filhos que guardaram as festas com todo o coração, e lhes fez compreender o significado e bênção de cada festa. Ela disse: “O verdadeiro agradecimento é guardar as festas solenes fielmente e obedecer à sua vontade. Nunca nos esqueçamos de dar graças até participarmos do glorioso banquete no reino celestial”.

No dia em que Jesus ressuscitou, ele apareceu diante dos seus discípulos que iam a Emaús e abriu seus olhos espirituais com o pão abençoado. Comemorando o que aconteceu há dois mil anos, os membros comeram o pão. Ao voltar para casa com a esperança da vida eterna e a ressurreição depois de finalizar as festas durante três dias consecutivos, os membros tiveram uma firme decisão.

“A chave da fé, a qual Deus nos fez compreender durante estas festas, é o amor e o sacrifício. Assim como Deus nos ama, amaremos os nossos irmãos e irmãs como a nós mesmos, e pregaremos o evangelho com a atitude de sacrifício que Jesus nos ensinou dando o exemplo.”
Vídeo de Apresentação da Igreja
CLOSE
Jornal
CNTS(로메 국립혈액센터)에서 헌혈운동을 시행한 하나님의 교회
Internet
Igreja de Deus Sociedade Missionária Mundial realizou evento de doação de sangue em comemoração à Páscoa
​TV​
Jovens voluntários se reuniram, e olha só que bacana, eles doaram lanches para profissionais da saúde que estão na linha de frente no Hospital Regional de Taguatinga.