Login

Bem-vindo(a)!

Obrigado por visitar a página web da Igreja de Deus Sociedade Missionária Mundial.

Você pode fazer login para acessar a área exclusiva para os membros da página web.
Login
Usuário
Senha

Esqueceu-se da Senha? / Cadastre-se

Sete Festas de Três Tempos

Se perguntar aos cristãos: Já foram salvos?, eles responderão que sim. Mas se perguntar a eles: Celebram a Páscoa?, a maioria deles hesitará em responder. Na verdade, não podemos dizer que somos salvos sem conhecer a Páscoa.

No mundo, a Igreja de Deus é a única que celebra a Páscoa da Nova Aliança no dia 14 do primeiro mês segundo o calendário sagrado, como está escrito na Bíblia (Lv. 23:4). Isso porque a Igreja de Deus recebeu o segundo Cristo Ahnsahnghong, quem restaurou a Páscoa que Jesus estabeleceu há dois mil anos.

A Páscoa é uma das mais importantes festas concedidas por Deus. A razão é que Deus nos prometeu o perdão de pecados e a vida eterna por meio da Páscoa.

Ao celebrar a Páscoa, também podemos escapar dos desastres. Nos tempos do Antigo Testamento, havia também uma visível diferença entre os que celebravam a Páscoa e os que não a celebravam; os que não a guardavam, sempre eram destruídos.

Em outras palavras, se não celebramos a Páscoa, não podemos ter o perdão de pecados nem a vida eterna, nem ser salvos das últimas pragas. A Igreja de Deus, que crê nas profecias da Bíblia, celebra a Páscoa, a verdade da igreja primitiva, seguindo o ensinamento de Cristo Ahnsahnghong.


A origem da Páscoa

Deus escolheu a Moisés e fez sua obra através dele para libertar os israelitas que gemiam debaixo da escravidão do Egito durante 430 anos.

Quando Moisés era de 80 anos, foi chamado por Deus para pedir a Faraó que deixara ir os israelitas. Mas Faraó se tornou mais rebelde contra Deus e afligiu os israelitas mais severamente. Deus se enfureceu e derramou pragas sobre toda a terra do Egito: a praga de sangue, a praga de rãs, a praga de moscas... a praga de trevas. Apesar de tudo, o coração de Faraó se endureceu ainda mais e se negou a deixar is os israelitas. Isto foi porque Deus endureceu o coração de Faraó a fim de julgar o Egito.

Mediante a décima praga, Deus decidiu matar a todos os primogênitos do Egito, assim dos homens como dos animais, e escolheu o dia 14 do primeiro mês segundo o calendário sagrado. Deus não queria que os primogênitos dos israelitas morressem junto com os egípcios, e ordenou ao povo de Israel colocar o sangue de um cordeiro de um ano nos ombreiras e nas vergas de suas casas.

Ex. 12:1-14 『O cordeiro será sem defeito, macho de um ano; [...] e o guardareis até ao décimo quarto dia deste mês, e todo o ajuntamento da congregação de Israel o imolará no crepúsculo da tarde. [...] Desta maneira o comereis: lombos cingidos, sandálias nos pés e cajado na mão; comê-lo-eis à pressa; é a Páscoa do SENHOR. [...] O sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; quando eu vir o sangue, passarei por vós, e não haverá entre vós praga destruidora, quando eu ferir a terra do Egito. Este dia vos será por memorial, e o celebrareis como solenidade ao SENHOR; nas vossas gerações o celebrareis por estatuto perpétuo.』

Como o sangue do cordeiro chegou a ser um sinal para o povo de Deus, os anjos destruidores passaram sobre as casas dos israelitas que haviam pintado com o sangue. E esse dia foi chamado “a Páscoa”, que significa que a praga passa por cima.

Naquele dia, todos os israelitas se prepararam para a viagem e puseram o sangue do cordeiro em ambas as ombreiras e na verga da porta, e comeram a carne do cordeiro assada. Enquanto esperavam, se ouvia o clamor por todos os lados. Morreram todos os primogênitos do Egito, e até o primogênito de Faraó.

Durante a noite, Faraó chamou a Moisés e a Arão e lhes disse que saíssem do Egito. Os egípcios, depois de haverem sofrido toda classe de pragas, desejavam que os israelitas partissem rápido, e não hesitaram em dar-lhes joias de prata e ouro, e vestidos.

A Páscoa é o dia em que Deus libertou os israelitas da escravidão do Egito. Esta era uma sombra das coisas vindouras. Na época do Novo Testamento, a Páscoa é a única festa através da qual o povo de Deus pode salvar-se das pragas e obter o perdão de pecados.


Deus nos prometeu a vida eterna através da Páscoa

Todos os homens desejam a vida eterna, mas esta não é dada pelos homens. Assim como Deus salvou os israelitas no Êxodo, é unicamente Deus quem pode dar-nos a salvação e a vida eterna.

1Jo. 5:20 『Também sabemos que o Filho de Deus é vindo e nos tem dado entendimento para reconhecermos o verdadeiro; e estamos no verdadeiro, em seu Filho, Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.

Como Deus nos concederá a vida eterna? Deus nos dá salvação mediante o sangue de Cristo (1Co. 5:7), representado pelo sangue do cordeiro da Páscoa no tempo do Êxodo.

Jo. 6:53-55 『Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tendes vida em vós mesmos. Quem comer a minha carne e beber o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. Pois a minha carne é verdadeira comida, e o meu sangue é verdadeira bebida.』

Jesus prometeu que o pão da Páscoa é sua carne, e o vinho da Páscoa, seu sangue.

Mt. 26:17-28 『E eles fizeram como Jesus lhes ordenara e prepararam a Páscoa. [...] Enquanto comiam, tomou Jesus um pão, e, abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei, isto é o meu corpo. A seguir, tomou um cálice e, tendo dado graças, o deu aos discípulos, dizendo: Bebei deles todos; porque isto é o meu sangue, o sangue da [nova] aliança, derramado em favor de muitos, para remissão de pecados.』

A razão pela qual desejamos receber a carne e o sangue de Jesus através da Páscoa é porque Jesus, quem é a vida, prometeu que se comemos sua carne e bebemos seu sangue, viveremos para sempre.

Já que Jesus disse: “Se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tendes vida em vós mesmos” (Jo. 6:53), como poderíamos obter a vida eterna sem celebrar a Páscoa?

E Jesus chamou a Páscoa de “Nova Aliança”.

Lc. 22:7-20 『Chegou o dia da Festa dos Pães Asmos, em que importava comemorar a Páscoa. [...] Chegada a hora, pôs-se Jesus à mesa, e com ele os apóstolos. E disse-lhes: Tenho desejado ansiosamente comer convosco esta Páscoa, antes do meu sofrimento. [...] E, tomando um pão, tendo dado graças, o partiu e lhes deu, dizendo: Isto é o meu corpo oferecido por vós, fazei isto em memória de mim. Semelhantemente, depois de cear, tomou um cálice, dizendo: Este é o cálice da nova aliança no meu sangue derramado em favor de vós.』

Jesus nos prometeu a vida eterna através da Páscoa da Nova Aliança.


Libertados do pecado pela Páscoa

A fim de regressar ao reino dos céus, o qual perdemos por causa de nossos pecados, primeiro devemos ser perdoados desses pecados. A Páscoa é a verdade de Deus que nos permite entrar no reino celestial depois de obter o perdão de pecados.

Lc. 4:17-21 『Então, lhe deram o livro do profeta Isaías, [...] enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, [...] Então, passou Jesus a dizer-lhes: Hoje, se cumpriu a Escritura que acabais de ouvir.』

Alguns perguntam por quem os homens foram tomados cativos. Jesus libertou seu povo de seus pecados e do poder do diabo, mediante seu precioso sangue, o sangue do Cordeiro da Páscoa.

Rm. 6:22 『Agora, porém, libertados do pecado, transformados em servos de Deus, tendes o vosso fruto para a santificação e, por fim, a vida eterna;』

A história dos israelitas que entraram no deserto depois de libertar-se do Egito por meio do sangue do Cordeiro da Páscoa, mostra que nos tempos do Novo Testamento, os que comem a carne de Jesus, o Cordeiro da Páscoa, e bebem o seu sangue, entrarão no deserto espiritual depois de serem libertados dos pecados (1Co. 10:1-12).


As últimas pragas e a Páscoa

É só através da Páscoa que podemos ser salvos das últimas pragas de Deus.

Mt. 24:37-39 『Pois assim como foi nos dias de Noé, também será a vinda do Filho do Homem. Porquanto, assim como nos dias anteriores ao dilúvio comiam e bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, senão quando veio o dilúvio e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem.』

1Ts. 5:1-3 『Irmãos, relativamente aos tempos e às épocas, não há necessidade de que eu vos escreva; pois vós mesmos estais inteirados com precisão de que o Dia do Senhor vem como ladrão de noite. Quando andarem dizendo: Paz e segurança, eis que lhes sobrevirá repentina destruição, como vêm as dores de parto à que está para dar à luz; e de nenhum modo escaparão.』

O mais urgente agora é escutar as novas de salvação. Estudemos os versículos da Bíblia que mostram como podemos escapar das últimas pragas, quaisquer que sejam. A terra encontrará o dia de sua fatalidade, seja por uma guerra mundial ou pelo poder de Deus. Há muitas profecias acerca do fim do século na Bíblia. Quem crer e seguir absolutamente as profecias, será salvo.

Se alguém não crer na mensagem de salvação, não pode obter a vida eterna, embora tente buscar a salvação com seus próprios métodos, como construir um refúgio subterrâneo, ir a outro planeta em uma nave espacial, voar para algum país pacífico, ou esconder-se em um submarino atômico debaixo de um iceberg do Polo Norte. Estes são métodos temporários para esconder-se do perigo. Com respeito a tudo isto, alguns profetas profetizaram:

Sf. 1:18 『Nem a sua prata nem o seu ouro os poderão livrar no dia da indignação do SENHOR [...]』

Am. 9:2-4 “Ainda que desçam ao mais profundo abismo, a minha mão os tirará de lá; se subirem ao céu, de lá os farei descer. Se se esconderem no cimo do Carmelo, de lá buscá-los-ei e de lá os tirarei; e, se dos meus olhos se ocultarem no fundo do mar, de lá darei ordem à serpente, e ela os morderá. Se forem para o cativeiro diante de seus inimigos, ali darei ordem à espada, e ela os matará; porei os olhos sobre eles, para o mal e não para o bem』

Chegou o tempo de estudar e seguir o caminho da salvação de acordo com a orientação de Deus. A fim de dar salvação aos que creem nas profecias, Deus mostrou um evento histórico de tempos antigos como uma sombra do fim do século.

Êx. 12:12-14 『Porque, naquela noite, passarei pela terra do Egito e ferirei na terra do Egito todos os primogênitos, desde os homens até aos animais; executarei juízo sobre todos os deuses do Egito. Eu sou o SENHOR. O sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; quando eu vir o sangue, passarei por vós, e não haverá entre vós praga destruidora, quando eu ferir a terra do Egito. Este dia vos será por memorial, e o celebrareis como solenidade ao SENHOR; nas vossas gerações o celebrareis por estatuto perpétuo.』

Em Hb. 11:28 está escrito: “Pela fé, celebrou a Páscoa e o derramamento do sangue, para que o exterminador não tocasse nos primogênitos dos israelitas”. Isto significa que nenhuma praga destrutiva caiu sobre as casas em que se havia borrifado o sangue do cordeiro da Páscoa, porque era um sinal para eles.

As últimas pragas de Deus cairão sobre este mundo de pecado. Quem poderá escapar delas nesse momento? Não serão acaso os que têm o sangue de Jesus pela celebração da Páscoa? O poder da Páscoa se revela justamente quando as pragas caem sobre o mundo. Os que não celebraram a Páscoa não o lamentarão até que encontrem a ira e o castigo de Deus.


Cristo Ahnsahnghong restaurou a Páscoa da Nova Aliança

Esta importante Páscoa foi abolida no Concílio de Niceia em 325 d.C. Desde então, a Páscoa desapareceu do mundo. Quem poderia ter a vida eterna se a verdade de vida foi abolida? Por isso, Jesus disse que viria pela segunda vez para restaurar a Páscoa.

Hb. 9:28 『assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação.』

Foi Ahnsahnghong quem restaurou a Páscoa da Nova Aliança, abolida por Satanás, o diabo. Então, quem você pensa que é o Ahnsahnghong?

Is. 25:6-9 『O SENHOR dos Exércitos dará neste monte a todos os povos um banquete de coisas gordurosas, uma festa com vinhos velhos, pratos gordurosos com tutanos e vinhos velhos bem clarificados. Destruirá neste monte a coberta que envolve todos os povos e o véu que está posto sobre todas as nações. Tragará a morte para a sempre, e, assim, enxugará o SENHOR Deus as lágrimas de todos os rostos, e tirará de toda a terra o opróbrio do seu povo, porque o SENHOR falou. Naquele dia, se dirá: Eis que este é o nosso Deus, em quem esperávamos, e ele nos salvará; este é o SENHOR, a quem aguardávamos; na sua salvação exultaremos e nos alegraremos.』

Ahnsahnghong restaurou a Páscoa da Nova Aliança; Ele é o segundo Cristo, ou seja, Deus mesmo, que apareceu segundo todas as profecias da Bíblia. A Páscoa da Nova Aliança que os santos da igreja primitiva apreciavam e celebravam sagradamente! Cristo Ahnsahnghong veio em carne e restaurou a Páscoa para que possamos ser salvos das iminentes pragas. A Páscoa da Nova Aliança é o verdadeiro evangelho de Cristo.