한국어 English 日本語 中文 Deutsch Español हिन्दी Tiếng Việt Русский LoginCadastre-se

Login

Bem-vindo(a)!

Obrigado por visitar a página web da Igreja de Deus Sociedade Missionária Mundial.

Você pode fazer login para acessar a área exclusiva para os membros da página web.
Login
Usuário
Senha

Esqueceu-se da Senha? / Cadastre-se

É proibido copiar e distribuir os sermões em texto. Por favor, guarde o que compreendeu através dos sermões no seu coração e espalhe-o pela fragrância de Sião.

O Caminho da Vida e a Mãe Celestial

O caminho se forma naturalmente por alguém que caminha repetidamente em direção ao destino. Originalmente não havia nenhum caminho em um lugar, mas a partir daquele que começa a passar lá, o caminho gradualmente começa a ser formado para que muitas pessoas possam ir e vir por ele.

É o mesmo espiritualmente. Há dois caminhos que nossas almas podem tomar: um é o caminho do reino dos céus, feito por Deus indo e vindo do céu à terra para a nossa salvação, e o outro é o caminho do inferno, feito por Satanás arrastando muitas almas para o inferno depois de descer a esta terra com os seus seguidores.

Se tomarmos o caminho errado, nos perderemos, vagaremos e com certeza chegaremos ao destino errado. Nós devemos tomar o caminho do céu e nunca nos desviar deste caminho. Para alcançarmos o nosso destino correto, o reino dos céus, devemos encontrar o caminho ao céu que Deus abriu para nós, seguindo a voz de Deus que diz: “Vem!” Vamos tomar um tempo para descobrir claramente onde é o caminho ao céu que nós devemos percorrer, através da Bíblia.

Uma lição dada através da visão de Pedro


Deus conhece o caminho ao céu melhor do que ninguém, porque ele o fez. Por isso, Jesus disse: “Eu sou o caminho. [...] ninguém vem ao Pai senão por mim” (Jo. 14:6). Obedecer à orientação de Deus é a melhor maneira para encontrar o caminho ao céu.

At. 10:9-16 『No dia seguinte, indo eles de caminho e estando já perto da cidade, subiu Pedro ao eirado, por volta da hora sexta, a fim de orar. Estando com fome, quis comer; mas, enquanto lhe preparavam a comida, sobreveio-lhe um êxtase; então, viu o céu aberto e descendo um objeto como se fosse um grande lençol, o qual era baixado à terra pelas quatro pontas, contendo toda sorte de quadrúpedes, répteis da terra e aves do céu. E ouviu-se uma voz que se dirigia a ele: Levanta-te, Pedro! Mata e come. Mas Pedro replicou: De modo nenhum, Senhor! Porque jamais comi coisa alguma comum e imunda. Segunda vez, a voz lhe falou: Ao que Deus purificou não consideres comum. Sucedeu isto por três vezes, e, logo, aquele objeto foi recolhido ao céu.』

Um dia, Pedro teve uma visão de um lençol contendo vários tipos de animais que descia do céu. Em seguida, ele ouviu a voz de Deus, que dizia: “Levanta-te, Pedro! Mata e come”. Contudo, já que Pedro havia seguido completamente a lei do Antigo Testamento sobre a comida, considerou que estes animais eram impuros e imundos. Por isto, rejeitou a ordem de Deus, dizendo: “De modo nenhum, Senhor! Porque jamais comi coisa alguma comum e imunda”.

Então, a voz lhe falou pela segunda vez: “Ao que Deus purificou não consideres comum”. Isto aconteceu por três vezes. Deus repreendeu Pedro por colocar os conhecimentos que havia aprendido e guardado acima da palavra de Deus.

Depois de despertar do sonho, Pedro encontrou os homens enviados por Cornélio, um gentio. Só então, ele compreendeu que Deus havia limpado até os gentios, que comiam animais imundos, e que Deus queria salvá-los. Então, Pedro pregou a Cornélio e sua família e os batizou, como pode ser visto no fim do capítulo.

Hoje em dia, enquanto percorremos o caminho da fé, às vezes cometemos o mesmo erro que Pedro cometeu. Quando este pôs seus próprios pensamentos antes da vontade de Deus, sem querer desobedeceu à palavra de Deus. Da mesma forma, se colocarmos nosso conhecimento e senso comum acima da palavra de Deus, chegaremos a desobedecer à vontade de Deus.

Nos tempos do Antigo Testamento, Deus dividiu os animais entre os limpos e os imundos e estabeleceu a lei para que os israelitas comessem somente os animais limpos (Lv. 11). Então, os israelitas não comiam animais imundos, e consideravam os gentios como imundos e nem se aproximavam deles, porque eles comiam animais imundos. A distinção entre os animais limpos e os imundos foi ordenada segundo a palavra de Deus, mas não foi determinada desde o início. Então, mesmo que tenham sido considerados impuros e imundos, se Deus disser que fez certos animais limpos, devemos acreditar na palavra de Deus e obedecer à sua vontade.

Os que seguem o Cordeiro por onde quer que vá


Deus estabeleceu o longo plano da redenção de seis mil anos que abrange três épocas: a época do Pai, a época do Filho e a época do Espírito Santo, e ele mesmo veio do céu a esta terra para salvar nós, seus filhos; e assim abriu o caminho ao céu. Quando obedecermos absolutamente a tudo o que Deus nos diz em cada época, podemos percorrer o caminho ao céu corretamente. Por isso, aqueles que serão salvos são descritos em Apocalipse como os que seguem Deus por onde quer que vá.

Ap. 14:4 『São estes os que não se macularam com mulheres, porque são castos. São eles os seguidores do Cordeiro por onde quer que vá. São os que foram redimidos dentre os homens, primícias para Deus e para o Cordeiro;』

Aqui, o “Cordeiro” se refere a Jesus que virá de novo. O povo santo de Deus profetizado em Apocalipse, que será salvo nos últimos dias, segue Jesus que veio pela segunda vez, aonde quer que ele vá. A Bíblia os descreve como os íntegros que seguem a vontade de Deus, e não como os obstinados que insistem em seus próprios pensamentos e experiências.

Então, para onde Cristo, o Cordeiro, guia os que serão salvos?

Ap. 7:16-17 『Jamais terão fome, nunca mais terão sede, não cairá sobre eles o sol, nem ardor algum, pois o Cordeiro que se encontra no meio do trono os apascentará e os guiará para as fontes da água da vida. E Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima.』

A Bíblia mostra que o próprio Cordeiro será o nosso Pastor e nos guiará para as fontes da água da vida. Por isso, a Bíblia nos diz para seguir o Cordeiro por onde quer que vá. Pois o lugar onde há fonte da água da vida que o Cordeiro nos guia é o caminho ao céu. Agora, vamos encontrar o que se refere à fonte da água da vida, onde chegamos de acordo com a orientação do Cordeiro, Jesus que veio pela segunda vez.

Zc. 14:7-8 『Mas será um dia singular conhecido do SENHOR; não será nem dia nem noite, mas haverá luz à tarde. Naquele dia, também sucederá que correrão de Jerusalém águas vivas, metade delas para o mar oriental, e a outra metade, até ao mar ocidental; no verão e no inverno, sucederá isto.』

A fonte que sai todo o ano águas vivas, isto é, a água da vida, se refere à Jerusalém. A Bíblia diz: “A Jerusalém lá de cima é a nossa Mãe” (Ref. Gl. 4:26). De fato, o lugar aonde o Cordeiro, o segundo Jesus, nos guiou foi os braços da Mãe Jerusalém celestial.

A Mãe Jerusalém é o caminho da vida


Se Deus criou o caminho chamado o Dia de Repouso, devemos guardá-lo a fim de ir ao reino dos céus, e se ele criou o caminho chamado a Páscoa, devemos guardá-la a fim de ir ao reino dos céus. Da mesma forma, se Deus Pai, que estabeleceu todas as leis da Nova Aliança, nos guiou à Mãe, a fonte da água da vida, devemos correr ao céu seguindo por este caminho, acreditando na Mãe sem falta.

Algumas pessoas dizem que podem ser salvas se guardarem a Páscoa e o Dia de Repouso, mesmo que não acreditem na Mãe. Este tipo de pensamento surge de não compreenderem corretamente o papel da lei.

Gl. 3:24 『De maneira que a lei nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo, a fim de que fôssemos justificados por fé.』

A lei é o aio que nos conduz a Cristo. A lei da antiga aliança guiava as pessoas daqueles dias a Jesus, que veio pela primeira vez. Então, a quem a lei da Nova Aliança, que nós guardamos hoje, nos guia? Nos guia ao Espírito e à Noiva, os Salvadores da época do Espírito Santo.

Jesus que veio pela segunda vez restaurou a lei da Nova Aliança que foi destruída. Atrás desta obra, há vontade de Deus que quer que seus filhos venham à Mãe celestial para que possam encontrar a fonte da água da vida e retornem ao eterno reino dos céus. Ele preparou o caminho para a humanidade ir à Mãe celestial, por dar-lhe novamente a verdade da Nova Aliança. Portanto, não podemos receber a salvação completa somente pela lei que é apenas o aio. A salvação é dada somente através da Mãe celestial, que é o manancial da vida.

Cristo Ahnsahnghong, que veio a esta terra como a realidade do Cordeiro, nos deixou uma mensagem escrito à mão, como segue: “Pedro seguiu Jesus, Josué seguiu Moisés, Eliseu seguiu Elias, e eu sigo a Mãe”. O último pedido do Pai antes de ascender ao céu também foi: “Escutem as palavras da Mãe”. Ele queria que nós, seus filhos, chegássemos com segurança ao céu, seguindo o caminho que ele percorreu, obedecendo à Mãe, a fonte da água da vida.

Através da história da família de Abraão, a Bíblia testifica claramente o ensinamento do Pai que devemos escutar a Mãe em tudo o que ela nos disser.

Gn. 21:8-12 『[...] Vendo Sara que o filho de Agar, a egípcia, o qual ela dera à luz a Abraão, caçoava de Isaque, disse a Abraão: Rejeita essa escrava e seu filho; porque o filho dessa escrava não será herdeiro com Isaque, meu filho. Pareceu isso mui penoso aos olhos de Abraão, por causa de seu filho. Disse, porém, Deus a Abraão: Não te pareça isso mal por causa do moço e por causa da tua serva; atende a Sara em tudo o que ela te disser; porque por Isaque será chamada a tua descendência.』

Quando Sara viu Ismael, o filho de sua escrava Agar, caçoar do seu pequeno filho Isaque, pediu a Abraão para rejeitar Agar e seu filho. Ouvindo, Abraão hesitou em decidir entre Ismael e Isaque, então, Deus disse a ele para seguir a decisão de Sara, dizendo: “Atende a Sara em tudo o que ela te disser”.

Na Bíblia, Abraão representa Deus Pai. Então a sua esposa Sara, sem dúvida, representa a nossa Mãe celestial (Ref. Gl. 4:21-31). Como Deus diz: “Atende a Sara em tudo o que ela te disser”, devemos obedecer a tudo o que a Mãe nos diz e seguir a sua vontade. Isso é o melhor método de ir ao caminho da vida.

Os que não obedecem à Jerusalém


Podemos alcançar o eterno reino dos céus ao acreditarmos absolutamente na Mãe celestial, a fonte da água da vida, e obedecermos a ela, seguindo a orientação do Pai. Contudo, aqueles que não servem a Mãe Jerusalém e desobedecem às palavras da Mãe não poderão entrar no céu e perecerão (Is. 60:12).

Hb. 4:6-13 『Visto, portanto, que resta entrarem alguns nele e que, por causa da desobediência, não entraram aqueles aos quais anteriormente foram anunciadas as boas-novas, [...] Esforcemo-nos, pois, por entrar naquele descanso, a fim de que ninguém caia, segundo o mesmo exemplo de desobediência. Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração. [...]』

A Bíblia nos diz para termos cuidado de não seguir o exemplo de desobediência. Isto porque se não obedecermos à palavra de Deus, não poderemos entrar no reino dos céus onde o eterno descanso é preparado para nós. Os que colocam seus próprios pensamentos e juízos no primeiro lugar que a palavra de Deus, finalmente irão seguir o exemplo de desobediência e não serão salvos.

Com o fim de nos guiar à Mãe celestial, o Pai nos mostrou muitas evidências na Bíblia claramente. Todos os livros da Bíblia, desde Gênesis até Apocalipse, testificam a Mãe celestial, e a palavra “Elohim” é mencionada numerosas vezes na Bíblia. Contudo, se Deus Pai não nos fizesse saber sobre a Mãe, como poderíamos compreender a mensagem da salvação e encontrar o caminho ao céu?

Não acreditar na Mãe celestial, a qual o Pai nos fez conhecer, é igual a desobedecer às palavras de Deus Pai. A Bíblia claramente nos mostra que aqueles que não obedecem à Mãe celestial nunca poderão entrar no reino dos céus.

A voz de Deus que diz: “Vem!”


O Pai veio a esta terra para guiar a humanidade à salvação; ele nos guiou à Mãe, que é o caminho da vida e a fonte da água da vida, ao restaurar as leis, estatutos e preceitos da Nova Aliança. O Pai e a Mãe estão nos chamando ansiosamente para que possamos alcançar o céu, o nosso destino final que está no fim deste caminho.

Ap. 22:17 『O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida.』

De acordo com a trindade, o Espírito Santo é Deus Pai, e é claro que a Noiva do Pai é Deus Mãe. O apóstolo João viu em uma visão a cena em que Deus Pai e Deus Mãe estão chamando a humanidade para o caminho ao céu, dizendo: “Vem!”, e a escreveu. Nesta época do Espírito Santo, a água da vida é permitida de graça àqueles que obedecem ao Espírito e à Noiva, o Pai e a Mãe celestiais, que os chamam dizendo: “Vem!”

Desde a lei não escrita nem codificada e a lei da letra escrita em tábuas de pedra até a lei da Nova Aliança estabelecida através do sangue de Cristo; todas estas leis existem para testificar sobre a Mãe celestial. Tivemos a longa jornada de seis mil anos atravessando o Antigo e Novo Testamento para encontrar a Mãe celestial. No fim da jornada, finalmente nós encontramos Deus Pai e Deus Mãe a quem sentíamos tanta saudade. Portanto, não devemos cometer o mesmo erro de Pedro que rejeitou a palavra de Deus pelos seus próprios pensamentos, mas devemos obedecer a Deus, dizendo: “Seguiremos por onde quer que nos guiem”.

Não há outro caminho para alcançar a vida eterna, exceto o caminho ao céu que o Pai fez. Se nós pensarmos que deve haver um caminho melhor e espreitarmos para ter outro caminho, cairemos na armadilha de Satanás.

Quando vamos diretamente pelo caminho da vida que o nosso Pai pavimentou através de seu sacrifício, aparecerá certamente o eterno reino dos céus. Irmãos e irmãs de Sião! Vamos seguir o caminho do céu, sem que nenhum fique para trás, para que todos possamos entrar no nosso lindo lar celestial onde nosso Pai está esperando por nós, em meio às calorosas boas-vindas dos incontáveis anjos.