한국어 English 日本語 中文 Deutsch Español हिन्दी Tiếng Việt Русский LoginCadastre-se

Login

Bem-vindo(a)!

Obrigado por visitar a página web da Igreja de Deus Sociedade Missionária Mundial.

Você pode fazer login para acessar a área exclusiva para os membros da página web.
Login
Usuário
Senha

Esqueceu-se da Senha? / Cadastre-se

É proibido copiar e distribuir os sermões em texto. Por favor, guarde o que compreendeu através dos sermões no seu coração e espalhe-o pela fragrância de Sião.

A Pregação a Sete Bilhões e a Salvação

Deus veio a esta terra para salvar os perdidos do céu; ele não quer que nenhum pereça, senão que todos os seres humanos cheguem ao arrependimento e à salvação. Por isso, Deus pediu a seus amados filhos que preguem as boas novas do evangelho ao mundo inteiro, para que todas as pessoas tenham uma oportunidade de salvação.

No começo do ano 2016, toda a família de Sião do mundo inteiro fez uma resolução de pregar a palavra de Deus a sete bilhões de pessoas em obediência à sublime vontade de Deus, e tem trabalhado duro juntamente com um só coração. Com certeza, não é fácil o evangelho ser pregado a toda a humanidade. Nesse processo, diversas situações e numerosos problemas complexos e complicados devem estar emaranhados. Contudo, surpreendentemente, a solução é simples.

O método de desatar o nó górdio


Provavelmente, uma vez vocês já escutaram a história do nó górdio. Em Górdio, capital da Frígia, tinha a carroça de górdio, a qual estava atada a uma coluna com um nó extremamente complicado. Já que foi transmitida às pessoas uma profecia que aquele que desatasse este nó dominaria a Ásia, muitos tentaram desatar o nó durante muito tempo, mas ninguém conseguiu.

Oportunamente, Alexandre o Grande ouviu essa história ao passar pela região, e foi vê-lo. Quando chegou ali, viu que o nó estava atado de uma maneira tão complicada que nunca seria desatado, mesmo que ele gastasse toda a vida para desatar, passo a passo. Então, Alexandre o Grande desembainhou a sua espada e cortou o nó em uma facada. Mais tarde, ele se tornou rei que conquistou a Ásia conforme a profecia.

As pessoas utilizam essa lenda do nó górdio como uma metáfora para os problemas difíceis que não são solucionáveis em absoluto. Ao anunciar o evangelho, cada Igreja ou indivíduo poderia também encontrar muitos casos próprios, intrincados e complicados. Porém, podemos resolvê-los de uma vez se mostrarmos o engenho como o que Alexandre o Grande teve. A única maneira de desatar o nó, que nunca seria desatado passo a passo, é cortá-lo. Todos os nós de uma meada finalmente serão desamarrados pelos filhos de Deus, os protagonistas da profecia.

2Co. 7:9-11 『agora, me alegro não porque fostes contristados, mas porque fostes contristados para arrependimento; pois fostes contristados segundo Deus, para que, de nossa parte, nenhum dano sofrêsseis. Porque a tristeza segundo Deus produz arrependimento para a salvação, que a ninguém traz pesar; mas a tristeza do mundo produz morte. [...]』

A tristeza do mundo produz morte, mas a tristeza segundo Deus produz um resultado surpreendente: a salvação. Desembainhemos a espada do Espírito Santo e cortemos em uma facada todas as preocupações, angústias e tristezas mundanas. Se fizermos somente a vontade de Deus, poderemos alcançar a salvação.

Se colocarmos toda a nossa fé e confiança em Deus, também poderemos desembainhar a espada para cortar os nós. Pelo contrário, se continuarmos a nos agarrar para desfazer apenas a um nó emaranhado, outro nó será criado, ao invés de desfazê-lo.

O método de destruir Jericó


Quando os doze espiões voltaram de espiar a terra de Canaã, dez deles estavam atados pelo nó de pensamentos complicados. Eles tinham a meta de conquistar Jericó, mas não tinham método de como ganhar mesmo que muitas vezes pensassem nisso. Jericó tinha muralhas altas e fortes, e as pessoas que viviam ali eram de grande estatura e tinham numerosas armas. Considerando todas estas coisas, os dez espiões sentiram intensamente sua falta de habilidade. Quanto mais tentavam desatar o nó com seus próprios pensamentos, se produzia outro nó; e assim este se tornou um nó indesatável eternamente.

Aqueles que apenas continuavam se preocupando foram presos pelos pensamentos negativos e murmuraram por tudo. Contudo, Josué e Calebe eram diferentes. Eles disseram: “Como pão, os podemos devorar. Deus está conosco”.

Como resultado, os israelitas passaram quarenta anos no deserto, até que todos os murmuradores, exceto Josué e Calebe, perecessem. Depois, finalmente, chegaram diante da cidade de Jericó, a primeira porta de entrada para Canaã. Eles se encontraram com a mesma situação de novo e disseram a si mesmos: “Como poderemos conquistar tal cidade fortificada?”, “Como poderemos derrotar todos aqueles fortes inimigos?” Então Josué, seu líder, os animou para terem fé novamente, dizendo: “Não se preocupem, Deus está conosco! Se fizermos segundo a palavra de Deus, certamente ele nos permitirá Jericó”.

Josué não se preocupava em como conquistar Jericó, nem planejou sua própria estratégia de batalha. Tudo o que fez foi confiar unicamente em Deus e realizar a sua palavra. Já que Deus disse que rodeassem a cidade sete vezes, eles rodearam sete vezes, e disse que gritassem, eles gritaram. Se Josué houvesse tentado resolver o problema com sua própria estratégia, a cidade de Jericó continuaria sendo uma fortaleza impenetrável até este momento. Contudo, assim como ele fez o que Deus lhe havia dito, o nó se desatou muito facilmente.

A Mãe celestial disse que somos “aqueles que estão na missão de Josué”. Com o fim de pregar o evangelho a sete bilhões de pessoas, precisamos da mesma fé que Josué teve.

1Tm. 2:3-4 『[...] Deus, nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.』

Todos os homens incluem todos os sete bilhões de pessoas que vivem na aldeia global. Já que Deus quer que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade, devemos fazê-los saber a verdade. É por isso que agora todos nós estamos realizando o movimento de pregar a sete bilhões de pessoas para que todos nos levantemos juntos e preguemos as boas novas de Deus a cada continente, país e região, e abramos a porta da salvação para elas.

Isto será feito sem falta porque Deus disse que ele cumpri-lo-á, não é? A partir de hoje mesmo, preguemos a qualquer um. Deus já mostrou a seus filhos até a maneira de tratar o nó; ele nos disse para cortar o nó em um só golpe, ao invés de desatá-lo com minúcia.

Pratiquemos a palavra de Deus sem ser atados pelas preocupações e angústias


O propósito da vinda de Deus a esta terra é buscar e salvar o perdido. A razão de pregarmos a sete bilhões também não é para a pregação em si, mas sim para salvar o mundo. Para com esta obra, devemos cortar, sem vacilar, todas as preocupações e angústias intrincadas como uma meada na nossa frente, e obedecer ao que Deus disse.

Lc. 19:10-26 『Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido. [...] Então, disse: Certo homem nobre partiu para uma terra distante, com o fim de tomar posse de um reino e voltar. Chamou dez servos seus, confiou-lhes dez minas e disse-lhes: Negociai até que eu volte. [...] Quando ele voltou, depois de haver tomado posse do reino, mandou chamar os servos a quem dera o dinheiro, a fim de saber que negócio cada um teria conseguido. Compareceu o primeiro e disse: Senhor, a tua mina rendeu dez. Respondeu-lhe o senhor: Muito bem, servo bom; porque foste fiel no pouco, terás autoridade sobre dez cidades. Veio o segundo, dizendo: Senhor, a tua mina rendeu cinco. A este disse: Terás autoridade sobre cinco cidades. Veio, então, outro, dizendo: Eis aqui, senhor, a tua mina, que eu guardei embrulhada num lenço. Pois tive medo de ti, que és homem rigoroso; tiras o que não puseste e ceifas o que não semeaste. Respondeu-lhe: Servo mau, [...] E disse aos que o assistiam: Tirai-lhe a mina e dai-a ao que tem as dez. Eles ponderaram: Senhor, ele já tem dez. Pois eu vos declaro: a todo o que tem dar-se-lhe-á; mas ao que não tem, o que tem lhe será tirado.』

Os servos que ganharam dez e cinco minas respectivamente foram os que sabiam como desatar o nó facilmente. Eles saíram imediatamente, negociaram e ganharam muitas minas. Na parábola, negociar significa pregar o evangelho. Portanto, isto significa que muitas almas foram salvas pelas pessoas que pregaram o evangelho.

Enquanto que os outros obedeceram às palavras de seu senhor e negociaram zelosamente, um servo, empurrando o negócio para a parte traseira, fez numerosos nós em todos os tipos de preocupação e angústia. “Como devo fazer? O que devo fazer? Qual será a maneira?” Fazendo muitos nós dos seus próprios pensamentos, ele não conseguiu nada e apenas continuou se preocupando até o dia em que o seu senhor voltou. Enfim, ele foi rotulado como um servo mau e até mesmo foi privado de sua mina.

Em vez de apenas nos preocuparmos como o servo que escondeu uma mina, preguemos com entusiasmo segundo a ordem de Deus, como os que puseram em prática as palavras do seu senhor imediatamente. Se praticarmos, será fácil. Deus certamente retribuirá com uma grande bênção aquele que pratica as suas palavras.

A solução está na meta, na salvação


Uma vez, havia uns meninos que brincavam juntos, e um deles caiu em um grande jarro de água. Dentre eles, um menino correu para os adultos de sua aldeia em busca de ajuda, e outro continuou batendo seus pés sem saber o que fazer. Enquanto isso, outro menino se distanciou e pegou uma pedra pesada. Ele correu de volta e quebrou o jarro com isto.

Os outros meninos também queriam resgatar o menino, mas ignoravam um fato simples: o menino podia viver se tirassem a água do jarro. A única maneira de salvar o menino era quebrar o jarro com uma pedra. Se apenas tivessem ido chamar os adultos, o menino que estava se afogando podia ter morrido antes que os adultos chegassem. O menino que só continuou batendo seus pés também não lhe deu nenhuma ajuda. Somente quem pensou em salvar o menino, quebrou o jarro e o resgatou.

Nós também se apenas pensarmos em “salvação”, poderemos ter sabedoria como o menino que tomou uma pedra pesada para resgatar em um instante aquele que se afogava no jarro. A pregação a sete bilhões é o movimento de salvar a humanidade. É mais importante pô-la em prática do que se preocupar e discutir como a realizaremos. Se pregarmos o evangelho com afinco concentrando-nos somente na obra de salvar, Deus nos abrirá todos os caminhos. Quando pregarmos o evangelho fervorosamente, isto servirá como a espada de Alexandre que foi utilizada para cortar o complicado nó em uma facada, e como a pedra que foi usada para romper o jarro para salvar o menino.

Mt. 28:18-20 『Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.』

Quando os israelitas conquistaram a cidade de Jericó, Deus lhes havia dito tudo de antemão; ele lhes havia ordenado rodear toda a cidade uma vez a cada dia e sete vezes no sétimo dia, e gritar, e lhes havia mostrado até o resultado, dizendo que a cidade de Jericó se derrubaria quando eles gritassem. Da mesma maneira, Deus nos mostrou claramente que a obra da salvação mundial se realizaria quando batizássemos as pessoas em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, ensinando-as a guardar todas as coisas que ele nos tem ordenado.

As suas palavras se fizeram ouvir até aos confins do mundo


Deus já preparou um resultado cheio de graça por tudo o que ele planeja e administra. Se dependermos do método que Deus prossegue e seguirmos sua vontade, tudo será cumprido.

Rm. 10:11-18 『[...] Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como, porém, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos são os pés dos que anunciam coisas boas! Mas nem todos obedeceram ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem acreditou na nossa pregação? E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo. Mas pergunto: Porventura, não ouviram? Sim, por certo: Por toda a terra se fez ouvir a sua voz, e as suas palavras, até aos confins do mundo.』

Se pregarmos as boas novas do evangelho, elas chegarão até aos confins do mundo sem falta. Assim como Jericó foi derrubada quando os israelitas gritaram juntos, a Babilônia espiritual cairá quando gritarmos juntos. “Eles têm um maior número de membros e exercem seus direitos adquiridos; parecem mais fortes do que nós. Então, dificilmente poderemos derrotá-los.” Este é o mesmo pensamento que tinham os dez espiões. Deus disse que este evangelho será pregado em todo o mundo.

Sl. 19:1-4 『Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos. Um dia discursa a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite. Não há linguagem, nem há palavras, e deles não se ouve nenhum som; no entanto, por toda a terra se faz ouvir a sua voz, e as suas palavras, até aos confins do mundo. [...]』

Já que a profecia da Bíblia é assim, devemos crê-la, não é mesmo? Tudo o que devemos fazer como protagonistas da profecia é praticar o que Deus nos disse: “Ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado”.

Quando os israelitas conquistaram Jericó, Deus lhes havia ensinado a maneira. O povo obedeceu a Deus e o resultado foi de acordo com a palavra de Deus. Da mesma forma, para destruir Babilônia a grande cidade, devemos fazer o que Deus nos disse. Satanás cria desesperadamente todos os tipos de muralhas para impedir as pessoas de escutarem as notícias do evangelho, porém, mesmo que as muralhas de Jericó fossem tão altas, elas caíram quando Deus as derrubou, não é?

Dia a dia, o evangelho está sendo pregado a mais e mais pessoas. Não importa o quanto Satanás tente nos deter, Deus abre o caminho para nós. Portanto, devemos anunciar diligentemente às pessoas a notícia de que o Pai e a Mãe celestiais vieram a esta terra, e o fato de que devem ser batizados no novo nome, no nome de Cristo Ahnsahnghong, que é o Salvador da época do Espírito Santo e devem fazer a sua vontade.

Os que não creem nas palavras de Deus, mas apenas olham a grande Jericó constantemente, se desanimam; eles só fazem outro nó dentro do seu coração e não conseguem desatar o nó. O protagonista da profecia que cumprirá este evangelho em todos os continentes do mundo inteiro, conquistando a Ásia e a África pelo evangelho, não é aquele que continua fazendo os nós, mas é aquele que corta o nó imediatamente com fé.

Pregar ardentemente em qualquer lugar obedecendo à vontade de Deus é um ato de cortar o nó imediatamente. Creio que, se sempre nos esforçarmos em pregar as boas novas a numerosas pessoas que encontramos em nossa vida diária, os estudantes na escola, os soldados no exército e os trabalhadores no emprego, Deus certamente nos retribuirá com a graça da salvação e também com preciosos frutos. Ele quer que todos sejam salvos e cheguem a conhecer a verdade. Portanto, peço seriamente a todos os filhos de Sião do mundo inteiro que se revistam da armadura do Espírito Santo e completem a obra da salvação da humanidade mediante a pregação a sete bilhões de pessoas, que é o que o Pai e a Mãe celestiais desejam.