한국어 English 日本語 中文 Deutsch Español हिन्दी Tiếng Việt Русский LoginCadastre-se

Login

Bem-vindo(a)!

Obrigado por visitar a página web da Igreja de Deus Sociedade Missionária Mundial.

Você pode fazer login para acessar a área exclusiva para os membros da página web.
Login
Usuário
Senha

Esqueceu-se da Senha? / Cadastre-se

P. Por que Jesus veio em forma humana embora sendo Deus Todo-Poderoso?

R. Deus pode com certeza aparecer em forma humana se desejar.Ele é onipotente e onisciente. Deus tem o poder de escolherestar ou não em carne. Então, por que Deus mesmo veio a terra como um bebê frágil e como um filho? Podemos entender isto facilmente ao pensar em quem somos.

Cristo veio para nos dar a remissão dos pecados e a vida eterna

Jesus disse que todos os seres humanos que vivem nesta terra são pecadores expulsos do céu.

Mt. 9:13 “[...] pois não vim chamar (buscar) justos, e sim pecadores [ao arrependimento].”

Lc. 19:10 “Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido.”

Relacionando estes dois versículos com as palavras: “O salário do pecado é a morte” (Rm. 6:23), podemos entender que todos os seres humanos são pecadores que cometeram pecados dignos de pena de morte no céu. A primeira razão por que Jesus mesmo veio a esta terra em carne, foi para ser castigado no nosso lugar pelos nossos pecados que mereciam a morte.

De acordo com a lei do Antigo Testamento, a fim de libertar um homem condenado à morte, alguém tinha que tomar o seu pecado no lugar dele (1Rs. 20:42). É por isso que Deus veio com o nome de Jesus e foi sacrificado na cruz como a oferta pelo pecado dos pecadores. Ao ser castigado com a pena de morte no nosso lugar, ele nos salvou do castigo.

Mt. 20:28 “tal como o Filho do Homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos.”

Já que Jesus, que é Deus, veio com este propósito, João Batista testificou que Jesus é o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo (Jo.1:29). O profeta Isaías no Antigo Testamento e o apóstolo Paulo no Novo Testamento, também testificaram que Cristo veio em carne e tirou os nossos pecados.

Is. 53:5-10 “Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo caminho, mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos. [...] Todavia, ao SENHOR agradou moêlo, fazendo-o enfermar; quando der ele a sua alma como oferta pelo pecado, verá a sua posteridade e prolongará os seus dias; e a vontade do SENHOR prosperará nas suas mãos.”

Rm. 8:3 “Porquanto o que fora impossível à lei, no que estava enferma pela carne, isso fez Deus enviando o seu próprio Filho em semelhança de carne pecaminosa e no tocante ao pecado; e, com efeito, condenou Deus, na carne,o pecado.”

Rm. 8:3 [NTLH] “Deus fez o que a lei não pôde fazer porque a natureza humana era fraca. Deus condenou o pecado na natureza humana, enviando o seu próprio Filho, que veio na forma da nossa natureza pecaminosa a fim de acabar com o pecado.”

A lei especial estabelecida para nós pelo próprio sangue de Deus para que sejamos perdoados dos nossos pecados e alcancemos a vida eterna, é a Páscoa da Nova Aliança (Lc. 22:20).

Mt. 26:28 “porque isto é o meu sangue, o sangue da [nova] aliança, derramado em favor de muitos, para remissão de pecados.”

A Páscoa da Nova Aliança é a verdade da vida que Deus mesmo estabeleceu para salvar a nós que não podíamos evitar o castigo eterno devido aos nossos pecados.

Cristo nos mostrou o exemplo de renascer através do evangelho

A razão por que Deus veio à terra em carne, não foi só para se oferecer em sacrifício pelo pecado, mas também para ensinar e pregar o evangelho da Nova Aliança que se cumprirá através do sacrifício, isto é, a verdade que nos concede o perdão de pecados e a vida eterna.

Jo. 13:15-17 “Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. [...]”

Jesus foi a muitas regiões de Israel e pregou o evangelho do reino dos céus sofrendo muitas dificuldades. Todos os ensinamentos e o evangelho que Jesus ensinou durante três anos são os exemplos de fé para nós, que nos converteremos nos herdeiros do céu no futuro. É por isso que depois de terminar a sua obra do evangelho para buscar e salvar os pecadores, pediu aos seus discípulos que ensinassem todas as nações a obedecer a tudo o que ele havia ordenado (Mt. 28:20).

Não é necessário mencionar que o evangelho que Jesus praticou é a verdade que nos guia ao eterno reino dos céus (Jo. 14:6). Há numerosos exemplos que Jesus mostrou para que possamos ser perdoados dos pecados e entrar no céu.

Jesus foi batizado para nos mostrar o princípio de renascer com uma nova vida ao sepultar o pecado, mesmo que ele seja livre do pecado (Mt.3:16). Jesus também ensinou que devemos guardar as festas da Nova Aliança para entrar no céu, guardando o Dia de Repouso conforme o seu costume (Lc. 4:16), celebrando a Páscoa da Nova Aliança com os seus discípulos (Mt. 26:17-28) e prometendo a água da vida na Festa dos Tabernáculos (Jo. 7:2, 37).

Além das festas e das ordenanças, Jesus mostrou o exemplo do verdadeiro Pastor (Lc. 22:24-27, Jo. 10:11-15), servindo aos seus discípulos com um coração manso e humilde (Mt. 11:29). E também, para ensinar a maneira de vencer as tentações de Satanás a nós que somos fracos, ele mesmo foi tentado e venceu a Satanás com as palavras de Deus (Mt. 4:1-11). Desta maneira, todos os exemplos de Jesus são registrados na Bíblia detalhadamente para que possamos segui-los. A vida de Jesus em si é o manual que guia as pessoas ao reino dos céus.

A autoridade de perdoar pecados que pertence somente a Deus

Finalmente, a razão por que Deus Todo-Poderoso devia vir em carne foi por causa de nós, os pecadores do céu.

A única maneira de um pecador ser livre do pecado é ser perdoado do pecado. Mas nós, os pecadores, nunca poderemos alcançar o perdão pela nossa própria justiça ou força.

Podemos entender isto através do princípio terreno. Geralmente, em um país onde se aplica a pena de morte, um condenado a morte pode ser perdoado só por um líder do país, como o presidente ou o primeiroministro. É o mesmo com os nossos pecados espirituais. Somente Deus pode perdoar os pecados que merecem a morte, os quais cometemos no céu.

Mc. 2:5-10 “Vendo-lhes a fé, Jesus disse ao paralítico: Filho, os teus pecados estão perdoados. Mas alguns dos escribas estavam assentados ali e arrazoavam em seu coração: Por que fala ele deste modo? Isto é blasfêmia! Quem pode perdoar pecados, senão um, que é Deus? E Jesus, percebendo logo por seu espírito que eles assim arrazoavam, disse-lhes: [...] Ora, para que saibais que o Filho do Homem tem sobre a terra autoridade para perdoar pecados [...]”

Deus veio em carne para nos salvar por meio da sua autoridade de perdoar pecados. Como temos carne e sangue, Deus também participou da nossa humanidade, sofreu as nossas dores e carregou o peso dos nossos pecados que devíamos ter carregado.

Jo. 10:10 “[...] eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.”

Hb. 2:14-18 “Visto, pois, que os filhos têm participação comum de carne e sangue, destes também ele, igualmente, participou, para que, por sua morte, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo, e livrasse todos que, pelo pavor da morte, estavam sujeitos à escravidão por toda a vida [...]”

Se houvesse alguém que pudesse dar a vida, Deus não teria razão alguma para vir em carne. Contudo, ninguém pode dar a vida eterna, nem sequer um anjo, mas somente Deus.

Deus que é o único que tem a vida eterna no universo inteiro, veio em carne, deixando toda a glória do céu, para dar vida a seus filhos que perderam a sua vida devido aos seus pecados, e estabeleceu a verdade da Páscoa da Nova Aliança pelo qual podemos receber a vida eterna (1Tm. 6:16). Mas a Páscoa da Nova Aliança, que foi estabelecida pelo sangue de Cristo, foi abolida em 325 d.C. Desde então, ninguém pôde revelar a Páscoa por um longo tempo de 1.600 anos. Mesmo que esteja claramente escrito na Bíblia, ninguém entre os numerosos teólogos e famosos eruditos da Bíblia pôde encontrar a verdade da Páscoa. É porque eles também são pecadores do céu, e não Deus, quem tem autoridade de perdoar os pecados merecedores de morte e de dar a vida eterna.

Para restaurar a Páscoa da Nova Aliança, a verdade perdida da vida, Deus veio em carne mais uma vez nesta época. Eles são o nosso Pai e a nossa Mãe celestiais. Mesmo com um só sinal, a Páscoa da Nova Aliança, podemos confirmar que o Pai e a Mãe celestiais são o verdadeiro Deus. Como temos recebido Deus Elohim que veio em carne nesta época segundo as profecias seguras da Bíblia, devemos pregar com mais diligência o amor de Deus contido na Páscoa da Nova Aliança, pensando no fato de que Deus Todo-Poderoso veio à terra com a semelhança humana, que é menor que os anjos, somente para perdoar os nossos pecados.